O empoderamento das mulheres com as TICs

Aumentar a participação das mulheres na expressão e no processo decisório através da mídia e das novas tecnologias de comunicação e promover uma participação equilibrada e não estereotipada das mulheres na mídia, foram objetivos travados na Plataforma de Ação, em 1995, com o objetivo de ampliar a participação das mulheres no campo das comunicações. O artigo de Sabanes Plou nos mostra não somente o porquê dessa ausência das mulheres no mundo das TICs, mas também como isso poderia ser revertido.
Os setores das tecnologias da informação e da comunicação tem tido um acelerado crescimento. E tem se tornado, cada vez mais, ferramentas de desenvolvimento e fortalecimento de mobilizações sociais. Com o movimento feminista não poderia ser diferente. Na luta contra a violência, pobreza, discriminação e outros problemas que são enfrentados pelas mulheres, o uso das TICs torna-se de grande importância para sua consolidação. “O acesso à mídia pode modificar a estrutura de poder em uma sociedade. O controle sobre o conhecimento e a informação constitui importante fonte de poder e é nesse ponto que a mídia se torna relevante” (SABANES).
As mulheres ao redor do mundo usam as TICs para promoção e proteção de seus Direitos Humanos, usando a Internet para denunciar as violações, enviar alertas e campanhas pelos seus direitos. Elas também estão usando as TICs para facilitar a comunicação entre as organizações, fortalecendo as redes que trabalham para garantir que as mulheres tenham direitos iguais. Ganhar acesso à informação legal pela Internet faz com que seja possível que as mulheres discutam as questões de Direitos Humanos com autoridade e, assim, ampliem a sua batalha contra todas as formas de discriminação (IWTC, 2003).
Mas, a ausência das vozes das mulheres e de suas perspectivas na Sociedade da Informação demonstra que as relações de poder nas novas mídias muitas vezes reproduzem aquelas existentes nas mídias convencionais (Sabanes). Reiterando o fato de que esse espaço ainda está sob o domínio de uma visão sexista, onde alguns pontos são priorizados, enquanto outros sequer podem expor seus ideais. Como é o caso das mulheres, que possuem uma imagem completamente estereotipada na mídia, de forma discriminatória.
A autora afirma que o acesso às TICs é assinalado pelo fenômeno da exclusão digital. Essa exclusão é geralmente caracterizada por altos níveis de acesso à tecnologia, incluindo a Internet, nos países desenvolvidos, enquanto a infra-estrutura para seu uso nas nações menos desenvolvidas ainda está em nível muito baixo, graças à pobreza, à falta de recursos, ao analfabetismo e aos baixos níveis de educação (Sabanes). As mulheres são particularmente marginalizadas, uma vez que a maioria delas não tem poder aquisitivo e nem acesso aos modernos meios de comunicação. (APC WNSP, 2001).
Os movimentos das mulheres consideram que estratégias e soluções para se alcançar a igualdade dos gêneros, incluindo o desenvolvimento das TICs, precisam atacar a raiz das relações iníquas de poder – não apenas entre homens e mulheres, mas fundamentalmente entre ricos e pobres, Norte e Sul, urbano e rural, poderosos e marginalizados (GSWG 2003).
Relações desiguais de poder e outros aspectos sociais e culturais têm contribuído para esse diferencial de acesso, participação, controle e acesso a recursos e status entre homens e mulheres. Mas, Sabanes afirma que alcançar o controle sobre as comunicações e sobre o campo das TICs é importante para assegurar que os recursos e benefícios da Sociedade da Informação e Comunicação sejam distribuídos igualmente entre mulheres e homens.

FONTE: E as questões de gênero na Sociedade da Informação?
Dafne Sabanes Plou

Anúncios
Esse post foi publicado em Resumos_Sandrinalva. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s